Projeto “Sem Título Ainda”: estrutura do livro

Não, não darei uma aula de Português hoje também. Até porque, como comentei no post anterior, confesso que não teria capacidade para tanto. Na escola, eu usava mais meu instinto do que as aulas em si. Evidentemente que precisei aprender várias coisas, mas, quando o assunto era interpretação de texto e elementos de linguagem, acabava me saindo bem por conta dos livros que lia e as fanfictions os textos que já escrevia.

Na verdade, o que quero comentar hoje com vocês é: a estrutura, o tipo de narrativa e, consequentemente, a linguagem que adotei no projeto “Sem Título Ainda”.

Serei sincera com vocês: não tenho a mínima ideia de quantos capítulos e de quantas páginas precisarei para escrever o terceiro ano do Ensino Médio de Mariana. A história flui muito bem quando a escrevo. Sei perfeitamente qual é o início, o meio e o fim. Só que não consigo estimar o quanto de tempo cada parte vai levar.

Há outros elementos definidos, porém. Diferente da maioria dos livros de chick-lit, resolvi dar nomes aos capítulos. Eles não são relevantes, mas são divertidos de se criar. Remete aos tempos do Na Prática, onde eu penava para inventar títulos para as minhas matérias. Só que o contrário.

Anyway, até agora, cada capítulo tem uma média de sete/oito páginas. Todos são contados no ponto de vista (P.O.V.) da Mariana. Espero, assim, retratar a maneira que ela vai se transformando ao longo do livro. Demonstrando os pensamentos e sentimentos. Acho que estar dentro da cabeça, faz com a que jornada dentro dela seja bem mais rica.

Quanto às inspirações, acho que vai parecer cliché. Todas as meninas da minha geração passaram a adolescência lendo Meg Cabot. Então, sim, ela é A rainha da chick-lit  juvenil. Além dela, gosto bastante da Marian Keys, que, além de super engraçada, consegue ir mais a fundo no desenvolvimento das personagens.

Por fim, ultimamente, tenho buscado ler obras nacionais do gênero. Quero encontrar um ponto de encontro, que mostre a diferença da chick-lit internacional para a brasileira (ei! Isso daria um bom tema de Mestrado!). Comecei com “Fazendo Meu Filme”, até o terceiro livro da série, da Paula Pimenta, estou terminando “Sábado à Noite” da Babi Dewet (acho que vou escrever um pouco sobre ele depois) e, depois, lerei “De Volta aos Quinze” da Bruna Viera. Espero não acabar por aí…

Bom. Da próxima vez que eu postar algo sobre o projeto “Sem Título Ainda”, pretendo começar a descrever as personagens. Aguardem!

Anúncios

Um comentário sobre “Projeto “Sem Título Ainda”: estrutura do livro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s