Caí de paraquedas no K-pop World Festival – Parte 1

Cantores, dançarinos e amantes da música pop coreana, o k-pop, todos reunidos no mesmo lugar. Onde? No K-pop World Festival, realizado na última sexta-feira (22/08) no teatro UNIP em Brasília. Organizado pela Comunidade de Cultura Coreana de Brasília, a Korea ON, em parceria com a rede televisiva KBS e o MOFA (Ministry of Foreign Affairs), o evento ainda contou com o apoio da Embaixada da Coreia do Sul.

10599562_1452114855054062_912294332190488707_n
flyer do evento

No total foram mais de 100 inscrições online, enviadas por covers do Brasil inteiro. Inicialmente seriam apenas vinte finalistas, mas o concurso ainda abriu as portas para mais dez. O prêmio do primeiro lugar? Uma vaga para disputar a final no país do K-pop.

Um dos grupos que veio a capital para a competição foi o Queens, composto de duas paulistanas e uma pernambucana. Minhas amigas lindas e talentosas. Por causa delas que precisei chegar às 15:00 no evento. Precisei. Verbo conjugado na primeira pessoa do singular; Eu.

Hora de esclarecer algo: Esta não é uma reportagem comum. Se, como leitor, você esperava ler sobre a cobertura do K-pop World Festival isenta de comentários, sugiro que procure outro link na vasta internet. Pretendo sim informar os acontecimentos do evento. Porém, também quero deixar clara as minhas impressões (que são várias). Estamos entendidos?

Voltando ao horário que cheguei ao evento para deixar as Queens Camila do Ó e Gabi Andrade. Percebi que a equipe do staff estava correndo e arrumando os últimos preparativos. Ainda assim, vários membros foram atenciosos com a gente e explicaram como funcionaria o uso dos camarins.

Eu não precisava de camarins, apenas de duas credenciais de imprensa para mim e minha parceira do K-Pop BR Covers (Se você nunca ouviu falar na nossa rede, veja este vídeo aqui), Natasha Belus. Nosso objetivo era produzir material para o canal do youtube das Queens. Mas antes precisávamos buscar a terceira integrante do grupo, a Bia Galvão, no aeroporto, então lá fomos nós.

Quando retornamos ao teatro UNIP, a correria havia diminuído um pouco. Agora, a dominância era de grupos de dança ensaiando suas coreografias mais uma vez. Natasha e eu, no entanto, saímos em busca das nossas credenciais. Eis que a nossa sorte muda. O organizador da equipe de comunicação nos chama para conversar e nos faz uma proposta – entrar no staff e apoiar na cobertura do evento oficialmente. Assim, em teoria, teríamos acesso livre no backstage.

Era tudo que queríamos, não é?

E assim viramos laranja staff
E assim viramos laranja staff

Só que, no fim, apenas a Natasha disfrutou dessas regalias. Eu ganhei uma camiseta laranja e fiquei a disposição para ajudá-la, já que não tenho vocação para filmar ou fotografar. Acabei me alocando no canto direito do lugar, onde permaneci até o final da competição.

Sentada, comecei a arquitetar na minha cabeça como faria a reportagem que vos escrevo neste exato momento. Observações não seriam problema, nem informação. Eu precisaria mesmo era de bons personagens. Olhei para o lado, reconheci a camisa laranja igual a minha e, de repente, tinha acabado de encontrar o primeiro. Hugo Takumi, 19 anos. Conheceu o k-pop em 2009, por meio da girlband Wonder Girls. Desde então, participa de todos os eventos relacionados ao estilo musical. Por isso, foi natural para ele estar naquele também. Quando pergunto quais eram expectativas para o festival, ele diz sem pestanejar. “Espero que seja ótimo porque veio gente de todo o lugar do Brasil e por isso espero uma boa competição”.

Só que antes de me dar as aspas acima, Takumi foi puxado por outro “camisa laranja” às pressas. Como fui treinada para ser jornalista, acabei escutando os sussurros trocados. Tive uma surpresa: o primeiro grupo representante do B-pop, Champs, estaria na abertura da competição. Contive minha emoção. Discretamente, busquei a minha volta mais alguém que havia ouvido aquele furo valioso. Ninguém nem desconfiava.

Olhei as horas. 16:20. Eu ainda teria quarenta minutos para apuração e já estava achando tudo aquilo o máximo!

Continua…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s