Desafio do Livro

Eu fui desafiada pela Daniela Araújo, minha prima de coração, a fazer o Desafio do Livro. Então, aí estão os meus 10 livros favoritos, com direito a descrições detalhadas do porquê de estarem na lista:

1. A série do Harry Potter de J.K. Rowling

Não tem jeito. Pode parecer cliché, mas eu fui uma dessas crianças que esperou a coruja aparecer  com a minha carta de Hogwarts no meu aniversário de 11 anos e ficou traumatizada pois ela nunca veio. Eu literalmente cresci com a história do menino que sobreviveu. Sim, eu tenho os meus favoritos, “O Cálice de Fogo” e “O Enigma do Príncipe”, mas o universo pelo que eu me apaixonei estão nos sete livros da saga. Sério, J.K. Rowling. Pode lançar o que quiser sobre o Harry Potter. Mesmo que seja ruim, eu sei que vou gostar.

2. O Pequeno Príncipe de Antoine Saint-Exupéry

Outro super cliché, mas quem se importa? Já falei deste clássico milhões de vez aqui no blog e aposto que mais ainda está por vir. Como podem 93 páginas serem tão mágicas a ponto de encantar pessoas até hoje? Sempre as leio uma vez ao ano, sempre descubro coisas diferentes. Incrível.

3. Viagem ao Centro da Terra de Júlio Verne

Clássico! E o mais legal foi como fiquei interessada pelo livro: a música Journey to the Centre of the Earth. Meu pai era fã do compositor dela, Rick Wakeman. Sempre ouvíamos no caminho da escola, quando eu tinha uns 10 anos. Foi aí que ele me explicou que a música tinha sido baseada na obra do Julio Verne. Convenhamos, a aventura do Axel e do professor Lidenbrock fica ainda mais sensacional com uma trilha sonora dessas!

4. Tem Alguém Aí? de Marian Keys

Marian Keys é incrível. Sério, amo o jeito divertido dela de escrever. Tem Alguém Aí? entra nesta lista porque foi a primeira vez que a vi tratar de um tema meio complicado (a morte e seus mistérios), de uma maneira tão engraçada, respeitosa e bonita.

5. Eu Sou o Mensageiro de Markus Zusak

Para ser sincera, não me lembro bem da história desse livro. Nem sei exatamente quando a li (releitura encaminhada). Ainda assim, não consigo tirá-lo da minha estante. Apesar de não me lembrar do plot, a essência  ainda está muito clara na minha mente: todos nós somos mensageiros e podemos fazer a diferença no mundo.

6. O Garoto no Convés de John Boyne

O livro mais famoso de John Boyne é “O Menino do Pijama Listrado” (que eu amo de paixão também). O “Garoto no Convés” ganhou na lista porque fiquei muito impressionada com a ideia de reconstituir uma história real, a do motim no HMS Bounty, e ainda relatar a ficção do adolescente John Jacob Turnstile. E assim descobri que a literatura é um vão com portas infinitas a serem abertas.

7. A série dos Jogos Vorazes de Suzanne Collins

Não é modinha, a série é realmente boa. Sempre adorei filmes de futuros distópicos, mas nunca havia lido nada do gênero. Devorei os três livros em uma semana. A autora diz que não assistiu ao Battle Royale, mas os jogos vorazes são iguais ao do filme japonês. Não tem problema. Suzanne criou Panem e Katniss e fez com que eu acreditasse que, sim, adolescentes podem ler coisas mais sérias. Mas aviso que essa de Team Gale e Team Peeta não presta; a história é muito mais do que triângulos amorosos.

8. A Cabana de William P. Young

Best Seller. Impactante. Emocionante. Lacrimejante. Lindo de morrer. Mack Allen Philips, o personagem principal, entra na cabana e a vida dele muda completamente. Os diálogos desse livro… o que são os diálogos desse livro? Uma linda metáfora da superação da dor.

9. A Cura de Schopenhauer de Irvin D. Yalom

Não, eu não li “Quando Nietzsche Chorou”. Yalom ganhou uma ocupação aqui porque foi a primeira biografia/ficção que já li na vida. Explodiu minha cabeça a forma que ele conta os casos do grupo de terapia e narra vida penosa do filósofo mais pessimista do mundo, Schopenhauer.

10. A série dos Legados de Lorien de Pitaccus Lore

Meu último post foi todo sobre isso, por favor.

Observações:

– Não coloquei nenhum livro da Agatha Christie porque realmente não tenho um favorito. Gosto da autora e ponto;

– Sinto-me mal por não ter colocado nenhum autor brasileiro, mas estaria mentindo ao nomeá-lo como favorito;

Anúncios

Um comentário sobre “Desafio do Livro

  1. Tem alguém aí? Fiquei curiosa porque por um instante eu confundi com outro livro, o “Ei! Tem alguém aí?” do Jostein Garder, um livro infantil que eu li na 5ª série por aí. Mas a história é sobre um garoto que numa noite conhece um menino que veio de outro planeta. kkkk.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s