Parede Branca: A CAPA

Sobram elogios sobre a capa desde que o “Parede Branca” ganhou mundo. Convenhamos, ela é linda mesmo. Para prestigiá-la, pedi que a artista (e minha amiga) Maira Bravo escrevesse um texto comentando o processo criativo.
002marina

Quando perguntei a Marina como ela imaginava a capa, o livro ainda nem estava finalizado – era apenas um .doc – mas como ela já estava trabalhando nisso há muitos anos, é claro que já deveria existir uma ideia para a ilustração.

“Uma menina olhando para uma parede branca.”

O tempo se passou e calhou de ser justo em meio a monografia para conclusão do curso de Direito que eu me vi tentando espremer alguma criatividade visual para fazer o restante funcionar. Foi então que surgiu a flor de ipê.

A aquarela de flor de ipê saiu como se há muito tempo estivesse presa no pincel. 

A ilustração original era amarela, pois eu não recordava mais a cor daquela constante no livro *SPOILER*.  Mudamos, mais tarde, para roxa com a ajuda do Photoshop.

Eu até tentei ilustrar outros elementos do livro, mas eu não conseguia arrumar tempo por conta da monografia.

Passamos, então, a trabalhar em cima da flor, mas também não queria abandonar a ideia principal de ter a Mariana na capa. 

No entanto, conforme fui analisando umas tendências de capa de livro, percebi que estava tudo bem minimalista, com o foco no título mesmo. 

Passei então a treinar fazer esse tipo de fonte mais manuscrita em aquarela. Queria que fosse original, algo só da Marina mesmo, que não encontrasse em nenhum título de blog ou estampando camiseta de fastfashion. Não podia ser uma fonte pronta. 

Eu enviei o primeiro rascunho.

“É isso mesmo o que eu imaginava!” 

Voltei a treinar o manuscrito, até chegar ao original, em azul. Mudamos para preto posteriormente. Eu manchei bastante algumas partes e alterei com photoshop o posicionamento das letras para que ficasse um torto ajeitado hahaha. 

Com o título ilustrado e uma flor, voltei a pensar na ideia original – da menina olhando para uma parede branca. Sairam disto alguns esboços de meninas olhando para paredes e uma Mariana segurando uma flor de ipê. 

Ao final, em conjunto, optamos pela tendência minimalista mesmo: titulo e flor. Acho que ficou uma capa bem bonita, que instiga o público alvo a questionar o seu conteúdo.

001marina

Enquanto o editor e a Maira conversavam e decidiam a capa, percebi que não tenho nenhuma vocação para artes visuais! A ideia da Mariana olhando para parede “passava solidão” e a Mariana com a flor “é muito delicada”, os dois concluíram. Tive que concordar!

Mas artes originais são igualmente incríveis, não é?

Anúncios

Um comentário sobre “Parede Branca: A CAPA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s