Breakfast X Incomprendidos

Mais um post sobre filmes. Estou quase criando uma categoria para eles. Enquanto isso, ficamos na boa e velha “Review” (com um toque de Adole-essência). E, antes que corrijam, o “Incomprendidos” ali em cima não está errado! Explico no próximo parágrafo.

Depois da maratona de filmes de formatura, o Netflix começou a me oferecer tudo que é tipo de história com teor adolescente. Dando uma olhada rápida, encontrei  o espanhol “El club de los incomprendidos”. Dei play imediatamente porque iria ter prova escrita de espanhol no dia seguinte (e nada melhor que treinar os ouvidos e o cérebro do que um contato direto com a língua).

breakfastclub2190419.jpg-rx_640_256-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

O clube dos incompreendidos (2014)

O filme começa com Valeria se mudando para Madrid após a separação dos pais. No seu primeiro dia de aula, se mete numa briga com uma garota e acaba sendo encaminhada para um grupo de orientação na biblioteca. Lá ela conhece Raúl (o popular), Bruno (o nerd), Eli (a problemática), Ester (a atleta) e Meri (a calada). Os seis se estranham no primeiro contato, mas logo se tornam super amigos.

A história é boba, mas bonitinha. Valeria e Raúl se apaixonam, mas Eli também se interessa pelo rapaz e o casal não sabe o que fazer pela amiga. Bruno se declara para Ester, mas ela está de caso com o treinador de vôlei. Daí no final Meri acaba se declarando pra Ester (quando o filme leva a pensar que ela gosta do Bruno). Entre a teia amorosa, ainda são tratados o tema da depressão, do primeiro amor e da confiança. Ao terminar de assistir, fiquei com aquele sentimento bom, sabe?

Porém, ao mesmo tempo não parava de pensar no desenvolvimento meio ruim dos personagens (principalmente do Raúl, que é muito guapo por sinal). Mas o que mais me incomodou foi: o momento todo parecia que estava assistindo a um filme americano com pessoas falando em espanhol. Até a trilha sonora era toda em inglês! Acho que descaracterizou muito do que o filme poderia ter de “único”.

O clube dos cinco (1985)

Assim que os “Incomprendidos” começou, imediatamente me lembrei do “Breakfast”. Eu não tinha assistido ao filme até então, mas sabia que ele  tinha sido um marco no cinema adolescente (isso sem contar as inúmeras referências ao filme em Pitch Perfect). O motivo da lembrança foi a imagem dos alunos na detenção.

Engraçado que, numa busca relâmpago no Google, muitas pessoas compararam os dois longas. Até as denominações são parecidas! Temos Johh (o marginal), Claire (a patricinha), Allison (a neurótica), Brian (o nerd) e Andrew (o atleta).

Voltando só ao Breakfast, a história toda se passa num dia de detenção na biblioteca do colégio em que os cinco personagens estudam. No início eles também se estranham. Pouco a pouco, cada um vai se abrindo e expondo suas cicatrizes pessoais. No fim, todos entendem que laços foram formados.

Na primeira meia hora não entendia o “fanatismo” acerca do filme. Sinceramente, estava achando bem chato. No final, esbanjava um sorrisão enorme e cantava “Don’t you (forget about me)”. A história é muito bem construída (e justifica o início parado). Os atores são ótimos, os personagens também. Por que são ótimos? Porque em 1h30 consegui me envolver com cada um deles. Nenhum é somente um atleta ou um marginal; eles têm nuances, um background complexo apresentado de forma objetiva. É aí que se percebe a qualidade dos atores também.

Assim, não tem como negar: The breakfast club é a maior influência de todos os filmes adolescentes americanos (e, aparentemente, espanhóis).

Versão brasileira? Quando teremos?

Anúncios

Um comentário sobre “Breakfast X Incomprendidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s