“Considerações da autora sete anos depois”

Enquanto “A Parede Branca do meu quarto” está em mais uma revisão (alguns amigos e até meu pai resolveram entrar na onda da correção), resolvi fazer algo que já vinha pensando há algum tempo: corrigir minhas fanfics antigas. A primeira a entrar neste Projeto BETA foi a minha história de Naruto que batizei de “Estava Escrito nas Estrelas”.

Descrição: Numa primavera francesa do século XV, uma guerra entre o rei e os ciganos está marcada. E neste momento, pessoas se apaixonarão novamente quando menos esperarem. 

Segue o texto que postei ontem no site fanfiction.net.

Olá,

Aqui é a Marin (antiga “Marin The Noir”) e fazem quase sete anos que concluí “Estava Escrito nas Estrelas”. O primeiro capítulo foi lançado em 22 de fevereiro de 2007. O último, no dia 01 de dezembro do mesmo ano. Caramba. Eu passei o meu terceiro ano do Ensino Médio inteiro escrevendo esta história. O tempo passa…

Bom, eu disse a mim mesma que não tocaria em mais nenhuma fanfic. Resolvi parar com o gênero porque queria começar a trabalhar com os meus próprios personagens. Naquela época, reli todos os títulos que postei aqui. Notei vários erros, mas pensei assim “Quando eu for uma escritora famosa, as pessoas que acharem minhas histórias saberão que eu já errei bastante.” Daí na semana retrasada me deu uma saudade tremenda de Blackmore’s Night (foram as músicas da banda a inspiração da história) e, consequentemente, desta fanfic. Foi só eu começar “Caos em Notre Dame” que percebi que não queria deixar aqueles erros de português terríveis estragarem a minha leitura e a de mais ninguém.

Então, eu revisei (apenas os comentários no fim dos capítulos continuam intactos). Corrigi concordâncias, conjugações verbais e palavras que não faziam sentido no contexto. Acho que, na tentativa de querer escrever “bonito e complicado”, acabei cometendo várias gafes. Não mexi no conteúdo, no entanto. Apesar de ter arrumado algumas frases, fiz questão de deixar tudo o mais original possível. A única mudança drástica que acabei fazendo foi a da descrição do ferimento do Sasuke no primeiro capítulo. Antes, ele teria batido num muro e deslocado o ombro. Só que, bem, isso não causaria a infecção que tomaria conta dele nos capítulos seguintes.

Houve também um problema com metade do capítulo dois. O final simplesmente sumiu. Precisei, então, reescrevê-lo. Deu trabalho me manter fiel ao meu antigo estilo de escrita, mas creio que tenha dado certo.

Ainda sobre o conteúdo, estou ciente das gafes históricas. Tanto a Espanha quanto a França ainda não tinham os territórios que demarquei. Muito provavelmente, Calais e Dover ainda não tinham barcas que te levavam de uma cidade a outra. Isso sem contar que Toulouse nem é a cidade mais perto do território espanhol. Isso sem contar os estereótipos dos países… Enfim, deixa estar. O que importa é que, agora, a história está mais prazerosa aos olhos das pessoas.

Um dia pretendo recontar “Estava Escrito nas Estrelas” de uma maneira diferente. Enquanto esse dia não chega, fiquem à vontade para ler a fanfic quantas vezes quiserem.

A fanfic pode ser lida neste link aqui. Assim que adicionei o texto acima, recebi uma mensagem que há muito tempo não recebia.

unnamed
É. Voltei pro mundo das fanfics mesmo!