Projeto Parede Branca: O nome de batismo

Desde a minha época de fanfics, eu tenho uma prática: só começo a escrever a história de fato se eu sei qual vai ser o final. Aliás, eu preciso ter claro o início e o fim. O meio e o método vêm naturalmente quando estou enfocada onde quero chegar.

E não é assim com as coisas da vida também?

Visualize. Você tem um sonho ou uma meta. Pode ter algumas instruções de como alcançar o tão almejado objetivo, mas nunca deve se prender a apenas um caminho. De repente o lado direito é o mais rápido, mas você vai aproveitar muito mais o processo se for pelo esquerdo. Ou, então, algo vai acontecer e um caminho do meio (ou da transversal, sei lá) vai surgir magicamente na sua frente. Qual escolher? No fim, todos os caminhos são válidos se feitos com honestidade, carinho e ética.

Certo. Por que estou falando isso?

Explico.

Ontem cheguei à metade do último capítulo do Projeto Parede Branca. Quem acompanha o blog vai lembrar que eu tenho a linha da história da Mariana há muito tempo na minha cabeça. Apesar da mudança de personalidade dela, do surgimento de outros personagens e até da forma como tudo seria contado, o início e o fim nunca mudaram de uma maneira geral.

Não posso entrar em detalhes, claro. Porém vou falar dessa “maneira geral” do parágrafo anterior. Sendo franca, a abertura do projeto e o fechamento ficaram completamente diferentes do que eu havia imaginado algum dia. Só que, de novo, não são assim as coisas da vida também? Nossa! Se eu ficasse presa ao plano original, eu nunca teria conseguido avançar livro adentro. E quanto ao final? Ele não seria digno da evolução que a Mariana teve durante o último ano do Ensino Médio.

Modéstia aparte, eu estou muito satisfeita com o que essa primeira versão do projeto está para se tornar.

E, assim, eu posso dizer que estou pronta para revelar o nome de verdade do projeto. Ou vocês realmente pensavam que era só Projeto Parede Branca? hehehe

Preparados?

1

2

3

O título será “A parede branca do meu quarto”.

Intrigante? Estranho? Feio? O que vocês acharam?

Particularmente, eu adorei (lógico,duh). Agora só apresentarei o livro assim, apesar de ter consciência de que isso pode mudar quando ele for parar na editora (em muito breve, se tudo der certo). Como agora eu só gostaria de ouvir a opinião de vocês, que tal deixarem um comentário para mim? Eu ficaria muito grata mesmo!

Anúncios